sexta-feira, 8 de junho de 2007

Crianças desaparecidas

Após uma morosa investigação realizada em cooperação com a PJ, estou finalmente em condições de poder adiantar a razão para o desaparecimento de tantas crianças em Portugal. Para uma criança desaparecer no nosso país, basta acrescentar o adjectivo “pequeno” ou “pequena” antes do nome. Entre os vários exemplos conhecidos, posso citar os casos do “Pequeno Rui Pedro”, da “Pequena Joana”, da “Pequena Maddie” e do “Pequeno Saúl”. Espero ter ajudado.
Abraços.

5 comentários:

Lisa disse...

Isto há cada coisa do arco da velha...Agora deixaste-me pensativa. Que é feito da pequena Ana Malhoa?

Peter"Hitman"Pan disse...

Pequeno Martunis...

Tangolho disse...

Respondendo a ti LIsa, a Ana Malhoa foi raptada por uma matrafona saída dum filme pornográfico de baixa qualidade que se faz passar por ela. Ao que consta a nova Ana Malhoa é o antiga vaca do Buereré.

Tangolho disse...

E lembrei-me agora de outro mitico desaparecimento, e graças a deus, os... Pequenos Póneis.

Anónimo disse...

e que tal o pequeno grozy?tb n seria bem raptarem-te. Nao gozes pá. Era bonito estares encarcerado dentro de um quarto escuro e so poderes ir a casa de banho uma vez por dia. Nessa casa de banho nem papel teres. E seres alimentado com alpista